Quando Crescer Eu Quero Ser...

POR Psicóloga Anny Caetano 23/08/2017

Quando Crescer Eu Quero Ser... 16.08.2017 | Anny Caetano Chega uma hora na nossa vida em que precisamos fazer escolhas.

Chega uma hora na nossa vida em que precisamos fazer escolhas. Na verdade a todo tempo as estamos fazendo. Muitas são simples, como levantar ou permanecer na cama ao acordar, comer banana ou mamão no café da manhã, usar rosa ou azul, e outras questões são mais
complexas, envolvem um tempo maior para a reflexão. Essas escolhas que exigem tempo, muitas vezes podem nos causar uma angústia tão grande que faz com que recorramos a outras pessoas para que nos ajudem nessa difícil tarefa.

Vamos focar nesse momento em uma das escolhas mais importantes de um jovem/adolescente: a escolha da carreira profissional. Essa frase nos acompanha ao longo da nossa vida: Quando crescer quero ser... Parece tão simples e fácil quando somos crianças, porque não permanecemos com a mesma opinião infantil? Seria mais simples, mas na infância ainda não temos o total conhecimento sobre o que realmente se trata essa pergunta e não sabemos ainda que essa é uma das decisões mais importantes de uma pessoa, por isso ainda somos completamente influenciados pelo meio.
Na adolescência acontece uma espécie de “rebuliço”, o corpo está em transformação e a estrutura psicológica está sendo moldada. Socialmente não se tem certeza de nada, por isso eles apresentam extrema sensibilidade a todos os estímulos e hábitos. Nesse período ainda temos outros dois problemas, a percepção que se tem é a de que se sabe muito mais do que
de fato se sabe e que se tem controle, quando, na verdade, não se tem o menor controle sobre nada. Por isso a escolha da futura profissão não pode ser tomada as pressas sem ao menos uma reflexão, pois se existe um momento na vida que não devemos nos precipitar este momento é a adolescência.
Nossas escolhas profissionais influenciam nossas realizações pessoais, geralmente buscamos uma profissão que nos dê segurança, qualidade de vida, conforto e a possibilidade do “emprego dos sonhos”. Afinal de contas, existe o emprego dos sonhos? Com certeza teremos diversas opiniões para essa pergunta, porque somos seres subjetivos e diferentes um do outro, para cada tipo de pessoa irá existir o melhor tipo de emprego.
Ao longo dos anos lidamos com adolescentes nessa fase de tomada de decisão, muitos se encontram totalmente perdidos e se sentem pressionados a determinar sua futura carreira. A busca não é simples, por isso se tem uma dica que costumo dar é autoconhecimento. Para
saber onde e com o que se sentiria bem é preciso se conhecer, olhar para dentro de você e fazer algumas perguntas, como por exemplo: Gosto de lidar com pessoas, máquinas ou animais? Prefiro ambientes descontraídos com muitas pessoas em volta ou gosto de ambientes silenciosos onde posso ficar sozinho? Gosto de leituras extensas ou prefiro cálculos? Entre outras que irá fazer com que reflita a respeito da futura profissão.
Outro ponto muito importante na hora da escolha profissional é a pesquisa. Não comece uma faculdade, ou um curso sem saber sobre o que se trata. Existem hoje diversas ferramentas na internet que podem te ajudar nesse momento, saiba o que faz um profissional daquela área, em quais locais pode exercer a profissão, qual a média salarial, e se você se identifica com o que ela pode oferecer. Em cada profissão há uma variedade muito grande de opções, em alguma você, com certeza, irá se identificar.
Último ponto que gostaria de abordar é a importância de escolher por você mesmo, sem levar em total consideração a opinião de outra pessoa. Caso você esteja com dúvida perguntar aos pais ou alguém que exerce a profissão pode te ajudar a se encontrar, pois eles possuem mais experiência e podem te auxiliar nesse momento, mas lembre-se que quem encara depois as conseqüências das suas escolhas é você mesmo. Por isso pergunte, mas faça suas próprias conclusões. Fazer uma orientação profissional com um psicólogo pode ser uma boa opção, pois eles utilizam ferramentas que podem te ajudar no autoconhecimento e te orientar quanto as suas habilidades e aptidões. Eles podem te mostrar opções, mas jamais escolher por você.